Agente de Transformação Social: Aceleradora tem papel fundamental em Tempos de Crise

Mais de 5,3 milhões de pequenas empresas no Brasil foram impactadas pela pandemia de Covid-19 e tiveram de mudar seu modo de funcionamento. Outras 10 milhões interromperam as atividades temporariamente. Os dados da 2ª edição da pesquisa “O Impacto da Pandemia de Coronavírus nos Pequenos Negócios”, realizada pelo Sebrae, mostra que poucos empreendedores saíram ilesos, mas muitos não apenas se reinventaram, como conseguiram se destacar ainda mais no mercado, mesmo diante de um cenário tão desfavorável.

 

Jgs“Nossos acelerados deste último ciclo adaptaram seus produtos e serviços para a realidade que estamos vivendo e apoiar seus clientes a enfrentar os efeitos da pandemia. Durante o programa, eles aumentaram em seis vezes o número de pessoas atendidas, alcançando mais de 22 mil beneficiários”, disse Juliana Gouveia, diretora executiva da Glocal Aceleradora. Os resultados mostram a importância das aceleradoras para as empresas, especialmente em tempos desafiadores.

 

“Durante o programa, eles aumentaram em seis vezes o número de pessoas atendidas, alcançando mais de 22 mil beneficiários”

 

A própria Glocal teve este desafio de adaptação. O último ciclo do programa, que era 100% presencial, se tornou online e teve seu encerramento com uma live, apresentando os dez projetos acelerados, seus próximos desafios e como as pessoas podem apoiá-los nesta jornada de fazer mais e melhor pela cidade. “No próximo ciclo, pretendemos lançar um programa a nível nacional, já que não temos mais a limitação geográfica, e precisamos de parceiros na realização de mais essa etapa de crescimento, rumo à transformação social”, reforça.

 

“Pretendemos lançar um programa a nível nacional e precisamos de parceiros na realização de mais essa etapa de crescimento, rumo à transformação social”

 

Como tudo começou

CapacitaçãoA Aceleradora Glocal tem como objetivo impulsionar agentes de impacto social por meio de um programa de capacitação e suporte, potencializando ações de transformação na sociedade. “Ao caminhar com diversas organizações da sociedade civil, para engajamento de voluntários e promoção de encontros com pessoas interessadas na causa, assumimos o desafio de usar nossa rede. Com base no voluntariado, capacitamos empreendedores e potencializamos suas ações de transformação social”, explica Juliana.

 

A própria Juliana foi apoiada por alguns projetos sociais durante sua jornada e, depois de atuar no mundo corporativo tradicional, se dedicou ao trabalho voluntário e assumiu como missão de vida ajudar empreendedores a desenvolverem projetos mais transformadores e financeiramente sustentáveis. Em 2019, deu início à Glocal Aceleradora.

 

Um programa completo

 

O programa de aceleração da Glocal voltado para organizações da sociedade civil e negócios de impacto oferece mentoria com profissionais experientes de diversas áreas de atuação, sessões de capacitação para os empreendedores e promoção do trabalho em rede entre as organizações, a fim de fortalecer o ecossistema social de São Paulo e criar um marketplace para negócios sociais. Ele é composto por três pilares:

 

Mentoria

Conhecimento: Sessões práticas semanais nas áreas de conhecimento da jornada do empreendedor social.

 

Mentoria: durante todo o ciclo, cada organização é acompanhada semanalmente por um mentor e eles podem solicitar sessões pontuais de mentoria com experts de cada área para auxiliar no desenvolvimento estratégico do empreendedor e da organização.

 

Trabalho em rede: promoção do tráfego de informações, colaboração e atuação em rede do ecossistema social.

 

Rede de Conhecimento do Bem

 

Documentos

O interessante é que toda ação da aceleradora está baseada em trabalho voluntário. “Convidamos profissionais de diversas áreas para atuar no nosso programa como mentores, facilitadores de conteúdo, conselheiros, voluntários da comunicação e da estrutura da Glocal. Essas pessoas têm conhecimento de mercado e do terceiro setor, e compartilham esta experiência caminhando com nossos acelerados e apoiando o funcionamento da aceleradora”, reforça.

 

Os voluntários de mentoria e facilitação de conhecimento são pessoas especialistas em:

 

Gestão e estratégia: Liderança, Gestão de equipe, Teoria de Mudança e Modelo C, Análise de cenário, planejamento estratégico e gestão de projetos.

 

Aspectos jurídicos e contábeis: Formalização, certidões, certificações e títulos, obrigações acessórias, prestação de contas, Marco Regulatório do Terceiro Setor.


Comunicação e Marketing:
Comunicação pessoal, Estratégia de posicionamento de marca, Estratégia de comunicação, definição e divulgação de indicadores


Finanças e Captação de Recursos:
Gestão financeira, elaboração de projetos para editais, captação com o poder público, captação com pessoas físicas, negócios sociais.

 

“Desta forma, proporcionamos uma experiência de engajamento cívico para as pessoas, dentro da sua área de atuação e sua expertise, fazendo com que usem o que fazem de melhor para apoiar quem está na ponta, gerando o impacto para o cliente e o beneficiário final”, explica Juliana.

 

“Desta forma, proporcionamos uma experiência de engajamento cívico para as pessoas, dentro da sua área de atuação e sua expertise”

 

Os interessados em serem acelerados pela Glocal e as empresas e pessoas físicas que se identificam com a causa, desejam contribuir e se tornar parceiras ou voluntárias, podem obter mais informações por meio do site https://aceleradora.glocal.org.br/ ou contato direto com a diretora executiva Juliana Gouveia via e-mail (juliana.gouveia@glocal.org.br).

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email